Pesquisar neste blogue

domingo, 27 de março de 2011

Rua Augusta

Por Bruna Santos

Considerada uma das ruas mais conhecidas de Lisboa, a rua Augusta é fechada ao trânsito desde os anos 80 e, como tal, convida a um passeio pelas diversas lojas e espaços de restauração. Nos seus dois extremos encontram-se a Praça do Rossio e a Praça do Comércio. As ruas paralelas à Rua Augusta dizem respeito aos ofícios/materiais que antigamente existiam nelas, tais como a Rua dos Sapateiros, Rua da Prata e Rua do Ouro. É possível observar, ainda, vários artistas de rua, artesãos e vendedores ambulantes.

Apesar de o terramoto de 1755 ter destruído parte deste local, o estilo arquitectónico levado a cabo pelo Marquês de Pombal é visível nos vários edifícios, que continuam intactos e bem preservados. O Arco Triunfal, classificado como Monumento Nacional desde 1910, é exemplo disso: o corpo central do arco apresenta uma decoração de caixotões esculpidos e uma roseta que assinala o fecho do arco de volta inteira; o lado virado para a Rua Augusta apresenta um relógio monumental, ornamentado com motivos vegetalistas, enquanto que no lado virado para o rio se pode observar o escudo real com as armas de Portugal.

Sem comentários:

Enviar um comentário